Medicina e tecnologia – aliadas por um bem maior, por Jorge Moll

Igualmente a outros setores, a medicina também vem sendo fortemente contemplada com o crescente avanço tecnológico. De acordo com Jorge Moll Neto, que além de neurocientista atua como presidente do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR), não é possível mencionar os progressos encontrados na área da saúde e ignorar o quanto o desenvolvimento da tecnologia têm favorecido este meio. Para reforçar sua visão estratégica, o especialista desenvolveu um artigo que aborda justamente os benefícios que a união entre a tecnologia e a medicina pode trazer para o setor.

Na publicação realizada pelo neurocientista, foi revelado que em cidades norte americanas, com destaque para o Vale do Silício e alguns lugares na região norte da Califórnia, a evolução alcançada pela tecnologia digital vem sendo responsável por abrir novos caminhos para a área da saúde.

Segundo Jorge Moll Neto, a Sutter Health, considerada a segunda maior rede de assistência médica situada nos Estados Unidos, com o intuito de aprimorar e otimizar as formas de tratamento e atendimento de seus pacientes, se esforça em integrar em sua rotina modernas tecnologias produzidas para o setor capazes de revolucionar o relacionamento entre médico e paciente.

As vantagens em investir na aliança da medicina com a tecnologia foi bem ilustrada no artigo de Jorge Moll Neto. Em um de seus exemplos, o presidente da IDOR apresentou uma simples consulta de rotina onde criou um cenário bastante interessante, e, talvez com aspecto futurista, mencionando a possibilidade de encontrar um médico com uma ferramenta inovadora com a qual é possível ter o acesso a informações necessárias através de um simples comando de voz. O médico lembra que esta realidade não é tão distante quanto parece, pois o Google Glass já vem sendo utilizado para esta finalidade.

Este tipo de inovação proporciona grande otimização na eficiência do atendimento resultando no aumento na humanização entre médico e paciente, no foco do atendimento totalmente direcionado ao paciente, em uma maior segurança na coleta e registro de dados e na possibilidade de uma avaliação médica mais profunda, acrescenta Jorge Moll Neto.

Ainda neste contexto, o neurocientista salienta o fato de que as informações coletadas podem ser estruturadas e revisadas remotamente pelo profissional após o término da consulta, levando ao crescimento da produtividade do especialista, bem como a uma experiência mais satisfatória para o paciente.

Moll também ressalta que é cada vez mais comum o uso de smartphones e tablets na área médica. Atualmente, existem aplicativos que permitem o acesso de usuários para consulta de históricos ou mesmo realização agendamento de consultas online.

Dr. Albert Chan, vice-presidente de inovação com enfoque na experiência de pacientes da Sutter Health, veio ao Brasil com o propósito de discutir sobre tendências do setor e mostrar como a implementação da tecnologia pode mudar a área da saúde.

Jorge Moll Neto finalizou com um apelo dizendo esperar que a saúde no país alavanque de modo a permitir uma rápida integração da inovação no setor médico, pois este tipo de iniciativa faz parte do presente e do futuro da medicina.