Quando pagar mais barato para viajar para Buenos Aires?

Viajar é ter um tempo de liberdade para viver os sonhos, muitos brasileiros têm nos sonhos de viagens o destino argentino de Buenos Aires. De acordo com uma pesquisa com o Skyscanner, a capital Argentina está entre as mais preferidas dos brasileiros que não querem gastar muito no mês de outubro. A baixa temporada proporciona diversos benefícios para os  viajantes que não querem se estressar  com filas, e ficarem espantados com os preços salgados típicos da alta temporada. Quanto maior a alta do dólar mais poder de compra tem quem vai gastar por lá, sendo boas notícias com a alta do dólar.

A  pesquisa da plataforma de viagens  analisou o preço para uma viagem de 7 dias, em diferentes destinos da América do Sul, entre eles estão Buenos Aires, Lima no Peru, Montevidéu no Uruguai, San Andrés, ilha colombiana e Santiago no Chile.

O lugar internacional mais barato para viajar é Buenos Aires, que tem os custos de R$ 1670, incluindo voos diretos de ida e volta, com hospedagem de 3 estrelas em hotel, e passeio cultural como uma apresentação de Tango. Além disso, tem os lugares que não exigem custos como os Parques de Palermo, a Casa Rosada que fica no centro, e a região chamada como Parque Francia em Recoleta, onde está a famosa flor Floralis Genérica.

Montevidéu ficou na segunda posição como o lugar mais barato para viajar por 7 dias, chega a menos de 2 mil reais. Para quem quer economizar é importante ficar de olho nos preços de maio e outubro, para quem não tem opção para evitar o mês de dezembro, pagará mais caro, pois é o mês que tem os valores mais altos por conta das datas comemorativas e do Ano Novo.

Santiago, deve ser evitado no mês de julho que fica 36% mais caro, enquanto no mês de outubro os preços caem, chegando a ser o mais barato do ano. Para quem vai para Lima em janeiro, pagará 21% mais caro do que no mês de maio. Na ilha paradisíaca de San Andrés, julho tem a maior alta de preços se comparada ao mês de maio, chegando a 33%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *